Desenvolvimento do Ensino Superior à Distância

Confira agora
No início da década de 1950, na China continental, a educação à distância se
desenvolveu a partir da educação por correspondência. Precisando de mais recursos
humanos de alta qualidade após a reforma e abertura em 1978, que era o núcleo da
“segunda geração” da liderança chinesa, apresentou a ideia de que “planejamento
para o desenvolvimento de instrumentos educacionais modernos, como televisão e
transmissão, é um importante maneira de desenvolver rapidamente a educação da
China”. Isso iniciou a criação de Universidades de Rádio e Televisão e o rápido
crescimento do Ensino Superior à Distância. A partir de 1983, as Universidades de
Rádio e Televisão começaram a matricular estudantes do ensino fundamental. Em
1985, o número de estudantes universitários frequentando a Rádio e as
Universidades de Televisão atingiram 674.000, representando 40% dos estudantes
de Ensino Superior na China.
Em 1999, o governo chinês decidiu expandir drasticamente o Ensino Superior, e em
2003, a taxa de matrícula do Ensino Superior chegou a 17%. De acordo com a teoria
de Martin Trow sobre a massificação do ensino superior (1973), o Ensino Superior
Chinês tinha, assim, superado o limite de 15% para caracterização como Ensino
Superior em Massa. Desde 1999, na China, a expansão do Ensino Superior incluiu
tanto o Ensino Superior Tradicional quanto o à distância.